A diferença entre a oxidação, ferrugem e corrosão em equipamentos industriais

A diferença entre a oxidação, ferrugem e corrosão em equipamentos industriais          

Obtidos de forma natural, nem sempre os elementos da água são vistos como benefícios, principalmente para quem utiliza o fluído em processos industrias. Alguns desses componentes, como o ferro e o sal, por exemplo, podem causar incrustação e corrosão em equipamentos, fazendo com que os mesmos precisem ser substituídos.

Entre os problemas mais comuns, encontrados neste cenário, estão os casos de ferrugem, oxidação e corrosão. Muitas vezes confundidos por suas proximidades, esses três processos podem estar diretamente interligados. Entenda a diferença entre eles:

 Oxidação

É um processo químico no qual átomos, íons e moléculas liberam elétrons, para se estabilizarem eletronicamente. Conforme sofrem essa perda, os mesmos se unem com moléculas de oxigênio, resultando em óxido, matéria responsável pela oxidação.

Essa a primeira fase do processo de deterioração do metal, podendo contribuir para o desenvolvimento de outros problemas, como a ferrugem e a corrosão. Quanto antes o problema for tratado, maior a chance de manter o equipamento nas condições adequadas de uso.

Corrosão 

A corrosão se trata de um estágio mais avançado, em que o metal passa por um processo de desgaste. Conforme o grau corrosivo, o equipamento pode, não apenas perder a eficiência, como sofrer pequenas perfurações locais (pitting), causadas pelo oxigênio.

Entre as características físicas da corrosão, estão a alteração na cor do metal e a aparição de manchas em sua superfície.  No caso de equipamentos, é comum nos depararmos com ‘corrosões por concentração’, nas quais há formações de pequenas trincas e rachaduras. Essas fissuras tendem a armazenar água, o que acaba agilizando o processo de deterioração.

Ferrugem

Quando o metal (que possui ferro na fórmula) encontra-se oxidado, acaba exposto ao risco de ferrugem, conforme a redução de oxigênio. Esse fenômeno é gerado por uma reação de oxirredução, que ocorre quando há transferência de elétrons entre os átomos envolvidos.

A característica mais comum nesse tipo de caso, está na cor avermelhada, que surge na superfície do metal, fazendo com que ele se torne bem mais vulnerável à água e aos impactos externos (ao meio).

Conforme a água de alimentação entra em contato com o metal deteriorado, acaba desenvolvendo propriedades, como cor, gosto e odor, bastante características nos casos de ferrugem. Isso pode interferir diretamente na produção industrial, já que altera as condições do fluído, exigidas pelos órgãos vigilantes.

Solução Unniroyal

Com características muito semelhantes, esses danos podem comumente ser confundidos, portanto, é importante que sua empresa receba a visita de um técnico, capaz de identificar o problema e a solução ideal para o seu problema.

Os casos de oxidação, corrosão e ferrugem podem ser solucionados com a atuação de produtos químicos, que controlam a ação corrosiva (por meio do sequestro de oxigênio) e eliminam as características adquiridas pela água (cor, sabor e odor), durante o contato do fluído com o metal inferrujado.

A Unniroyal oferece ao mercado todos os produtos químicos (sequestrantes de oxigênio, complexantes, anticorrosivos etc) e o suporte necessário para a solução do seu problema. Atuamos também na manutenção de equipamentos, para garantir o bom estado e a conservação em sistemas industriais.

Agende já uma avaliação conosco!